Kew Gardens – Londres

Um programa interessantíssimo e relaxante para quem curte plantas e jardins. O Royal Botanic Gardens de Kew fica às margens do Tamisa, no sudoeste de Londres.

Às vezes, quando estamos viajando por muitos dias, sentimos vontade de fazer uma pausa, descansar um pouco. Mas, pelo menos para mim, não dá para ficar de “barriga pro ar” na piscina do hotel, com tanta coisa para conhecer.

Considerado o mais antigo e completo jardim botânico do mundo, o Kew Gardens foi construído em 1760 e é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO desde 2003. Tem uma área de 121 hectares e recebe cerca de dois milhões de visitantes por ano, interessados não apenas nos seus jardins, mas em conhecer suas plantas centenárias, muitas delas raras e não mais disponíveis em seus habitats.

O passeio ao Kew Gardens é uma pausa no estresse, na agitação da viagem. A mistura de gramados, belíssimos jardins e estufas é um convite ao “não fazer nada”, a apenas apreciar a beleza do lugar e a riqueza da Natureza. São tantos jardins, que mesmo que passássemos o dia todo ali, não daria para ver todos.

Foto_KewGardens

Uma das plantas mais raras do mundo, este tipo de cicadáceas está extinto na natureza. Este exemplar foi descoberto em 1895, na Floresta Ngoye, em Zululand, África do Sul

A coleção de plantas, nas enormes estufas, é considerada a mais diversificada do mundo. Entre estas, podemos ver plantas carnívoras, cactos, samambaias, palmeiras e gramíneas. Só a coleção contemporânea possui mais de 30 mil espécies diferentes.O herbário – o maior do mundo, construído em 1877 – tem sete milhões de exemplares secos preservados, identificados e documentados, incluindo 340 mil espécies, e é um importante centro de pesquisa sobre diversidade vegetal e micológica da terra.

O preço da entrada é caro – adulto paga £13 –, mas vale o investimento.

 

 

Compartilhe!

Tweet this! Reddit Digg This! Bookmark on Delicious Pin it Share on Facebook

Deixe uma resposta

*

O seu email não será publicado.Preenchimento obrigatório*

*