Museu Kariye – Chora

“Um tesouro curiosamente desprezado” é assim que o Museu Kariye é mencionado no guia dos 1.000 lugares para conhecer antes de morrer, de autoria de P. Schultz.

A maioria dos roteiros e passeios por Istambul, visita em especial alguns pontos clássicos da cidade.

O circuito de Santa Sophia (bairro de Sultanahmet), o passeio pelo Bósforo, as grandes mesquitas e os bazares. Tudo isso já é tão atraente que poderíamos ficar muitos dias na cidade apenas para conhecer esses pontos turísticos, circulando pelos mercados, entrando nas mesquitas e visitando museus como o Palácio Topkapi. Foi aí que nas nossas andanças pela cidade, descobrimos que há um roteiro cristão-bizantino, que é igualmente atraente e importante, já que uma parte significativa da história da cidade passa por esse período. Foi dessa forma que descobrimos o museu de Chora, que é considerado uma das 10 principais atrações da cidade.

Chora 161“Um tesouro curiosamente desprezado” é assim que o Museu Kariye é mencionado no guia dos 1.000 lugares para conhecer antes de morrer, de autoria de P. Schultz. Localizada em Edirnekapi, um bairro fora do centro, no oeste de Istambul, a (ex) Igreja de São Salvador é o próprio museu de Chora, ou Museu Kariye. Kariye vem da palavra “Chora”, do grego antigo, que quer dizer “fora da cidade”.  Originalmente, a capela ficava fora dos muros da cidade de Constantinopla, na zona rural, e só mais tarde, com a construção das Muralhas de Teodósio, ela foi incorporada ao interior dos muros.

A igreja bizantina atual é do século XI. Seu plano arquitetônico, com a nave principal e suas cúpulas redondas, foi o ambiente ideal para receber os mosaicos e afrescos, que contam a vida da Virgem Maria, a infância de Cristo e ainda mostram anjos, arcanjos e apóstolos. A decoração interior é datada do último período da arte bizantina, por volta do início do século XIV.

Um verdadeiro tesouro

Um verdadeiro tesouro

Os mosaicos e afrescos de Chora representando histórias bíblicas, de Adão aos retratos da vida de Maria e de Cristo, estão entre os mais belos exemplos da arte e da pintura bizantinas existentes até hoje, em todo o mundo. São deslumbrantes. Na verdade todo o conjunto é de tirar o fôlego.

Após a conquista otomana de Constantinopla (1453), a igreja tornou-se uma mesquita, no início do século XVI, até ser restaurada e tornar-se um museu, já no século XX. No período em que ali funcionava a mesquita, os mosaicos e afrescos foram cobertos por gesso. A restauração durou quase 10 anos e foi conduzida pelo Instituto Bizantino da América. Em 1958, a ex-Igreja de São Salvador de Chora foi transformada no Museu Kariye (Kariye Müzesi).

Um pouco antes da  saída, ainda no interior da Igreja, há uma loja de museu com objetos típicos, belos livros, cerâmicas, blocos, imãs etc. Nos arredores da igreja, pode -se encontar de tudo. Há uma praça com um café, bem em frente à porta de saída. Ao lado, algumas lojas de cerâmicas, joias, bijuterias e lenços, muitos lenços. Um pouco mais à frente, está localizado o Restaurante ASITANE, onde se podem saborear deliciosas receitas da gastronomia dos Sultões. Perto do museu, da praça e do Asitane, algumas casas antigas de madeira nas ruas da redondeza dão aquele ar de história e completam a paisagem.

Umas das cúpulas mais belas

Umas das cúpulas mais belas

Visite:  MUSEU KARIYE – IGREJA DE SÃO SALVADOR em CHORA – Edirrnekapi.

De 5ª a 3ª, das 9h às 16h. Confirme antes de ir para não perder  a viagem.

Compartilhe!

Tweet this! Reddit Digg This! Bookmark on Delicious Pin it Share on Facebook

Deixe uma resposta

*

O seu email não será publicado.Preenchimento obrigatório*

*